08 fevereiro 2011

Sega Rally Revo - Review Xbox360

Título: Sega Rally Revo
Video Game: Xbox 360

Nota:

Comentários:
Sim! Finalmente, a primeira postagem de 2011! E ela não é sobre Saturn?!
Os que acompanham este blog já devem ter percebido que eu ando sem saco para atualizar isso aqui, né? Até comentei com o Leandro que o twitter me deixou muito preguiçoso, afinal, lá só é preciso escrever 140 caracteres...

Mas após apelos dos fãs (do Tales na verdade), aqui estou escrevendo mais uma vez sobre... Sega Rally (eu devia mudar o foco do blog do Saturn para o Sega Rally, né?).

Eu devo admitir que após ter comprado o Xbox e alguns jogos da Sega para ele, eu praticamente não tenho encostado no meu Saturn. Eu me convenci de que o Xbox 360 é o sucessor espiritual do Dreamcast. Mas isso fica para uma próxima postagem.

Hoje vamos falar do jogo de carro mais maneiro que existe para o Xbox 360: Sega Rally Revo! Para quem não sabe, Sega Rally Revo é o quarto jogo da série para consoles, sendo precedido pelo Sega Rally original para Saturn, o Sega Rally 2 para Dreamcast e um tal de Sega Rally 2006 para PS2, que obviamente é a ovelha negra da família.

Todos que acompanham este blog sabem que "pelo o saco" do Sega Rally Championship do Saturn, considerando-o o melhor jogo de corrida que já joguei. Essa minha opinião se manteve mesmo quando joguei o Sega Rally 2 (tanto no arcade quanto no Dreamcast). Ele é ótimo jogo, mas ainda sim, eu preferia o primeiro. Mas as coisas mudaram no momento em que joguei pela primeira vez do Sega Rally Revo no Xbox. Yes, we have a new winner!

O Sega Rally Revo é como uma versão super anabolizada do jogo original. Lá estão a jogabilidade e a diversão fantásticas da série juntamente com mais pistas e mais carros. Mas o legal dessa anabolizada é que ele não se perde em uma infinidade de opções para escolher como o Forza por exemplo. O Sega Rally Revo foi feito como se fossem vários Sega Rallys 1 embrulhados em um único jogo. Explico:
No jogo original, tínhamos 2(3) carros para escolher e 3(4) pistas para correr. Ponto. Só isso. Rápido e direto.
No Sega Rally Revo, a estrutura se manteve mais ou menos a mesma. São três grandes campeonatos, cada um correspondendo a uma categoria de carro. Em cada uma dessas categorias, temos somente 6 opções de carros para escolher, dos quais somente 3 estão liberados desde o início e os outros devem ser desbloqueados conforme se ganham as corridas das ligas. O número de pistas aqui cresce de 4 para 15, mas o jogo foi feito de tal maneira que as ligas que você corre contam com apenas 3 pistas (alguns com 4) em cada estágio. Cada campeonato tem umas 4 ligas se não me engano.

Resumo da ópera: a estrutura do Sega Rally Revo é muito parecida com a do original: 3 carros para escolher, 3 pistas para correr. Eu acho isso muito bom, pois fala a verdade: quem aguenta um campeonato com 15 pistas seguidas? E quem é que escolhe metade das centenas de carros disponíveis nos outros títulos? Prefiro ter 6 carros maneiros para escolher do que 100 dos quais somente 10 vão me interessar. Mas como são vários campeonatos, é como se tivéssemos várias versões do Sega Rally 1 para jogar.

Continuando com as semelhanças que os dois jogos tem, destaco a jogabilidade: fantástica! O controle do Xbox tem se mostrado um controle muito bom para mim. E digo que jogar o Revo no analógico dele foi muito mais agradável do que jogar o Sega Rally 2 no analógico do Dreamcast. Como no original, fazer o carro deslizar pelas pistas de terra é muito legal. E a diferença entre os tipos de pista é ainda um pouco mais acentuado que no original. É muito bacana sair da pista de terra e entrar na de asfalta. Você sente uma diferença gritante na aderência do carro. Muito maneiro.

Mas é claro que há diferenças entre os dois jogos. A mais gritante é obviamente os gráficos. Sega Rally Revo é lindo! Praticamente não há serrilhado, mesmo em full HD. As pistas e carros não chegam a ser fotográficos, mas são muito, muito, muito bonitos. Há vários detalhes nas pistas que são muito bacanas como uma em que você vê a esquadrilha da fumaça passando por cima de você! Sobre as pistas, a maior novidade é que o terreno agora é dinâmico e se modifica ao longo da corrida. Cada carro deixa marcas no terreno que permanecem por toda a corrida e alteram significativamente a jogabilidade de vários trechos. Saber usar as marcas de pneu em certas pistas como as de neve pode tornar sua vida bem mais fácil. Ainda sobre os gráficos, o jogo é bastante fluido, mas há alguns momentos em que pode-se perceber uma pequena queda na taxa de quadros. Nada preocupante no entanto.

A trilha sonora não é tão boa quanto a do primeiro jogo. Eu gosto muito daquela músicas doidas japonesas (DAYTONAAAAAAAAAA!) nos jogos de corrida, mas a ocidental do Revo dá pro gasto.

Voltando aos carros, são três categorias: Premier, que conta com carros atuais como o Ford Focus, Citroën Xsara e Pegeaut 206, a categoria Modified com carros mais potentes como o VW Golf GTI, Toyota Celica e Peugeot 207, e para fechar com chave de ouro, há a categoria Masters, a última a ser desbloqueada e que contém nossos queridos Lancia Delta e o Toyota Celica do Sega Rally 1. Ao ganhar os estágios de cada liga,  desbloqueia-se carros tanto para o modo Championship quanto para o Quick Race, aonde há um número bem maior de carros disponíveis para escolher (acho que são uns 30 no total). Ainda no modo Championship, além dos carros, é possível desbloquear pinturas. Cada carro conta com três pinturas diferentes, tudo para deixar ao gosto do freguês.

Mas na vida nem tudo são rosas e com o Sega Rally Revo não é diferente. O Sega Rally Revo pode ser um jogo muito, muito, muito difícil. No início, não é difícil ganhar, mas conforme vai passando as ligas (amadora, pro e etc), a dificuldade vai subindo bastante! Eu estou empacado em certo estágio da última liga Premier e não consigo passar por nada. Nestes pontos de "empacamento" é que notamos o quão diferentes são os carros disponíveis uns dos outros. Se você não consegue vencer um estágio com certo carro, tente outro, pois pode ser que velocidade final seja mais importante do que a dirigibilidade por exemplo. Além de trocar de carro, o único recurso disponível é alterar o tipo de pneu, que são dois: um para pistas off-road e outro para pistas de asfalto. Esse detalhe faz muita diferença, acredite! O grande problema da dificuldade do jogo é que chega determinado momento em que cansa. O bom é que eu estou sempre voltando a jogar o Revo para vencer o desafio!

Enfim, acho que agora vocês entenderam o porquê da preguiça que tinha em atualizar isso aqui, né? Eu queria falar do Revo, mas isso é impossível em poucas palavras.

O Sega Rally Revo está disponível para PS3 e PC também, então não há muitas desculpas para não dar uma voltinha nele. :4 )

Como curiosidade, saibam que o Sega Rally  3 compartilha de muitas coisas em comum com o Revo, incluíndo as pistas e carros, como pode ser visto no video abaixo:



Veja mais sobre este jogo em:
IGN
GameTrailers

2 comentários:

MDA Games disse...

Ótimo Review! Parabéns pelo retorno, estava aguardando há um tempão...
E pelo visto é um jogão, fiquei com vontade de jogar o XBOX360 só por causa dele.
Sempre gostei do Sega Rally, tenho a versão japa do Saturn e já joguei o 2 do Dreamcast (só não vi o do play2).
Continue publicando esses reviews, muito legais!
Comecei um blog sobre retrogames também, abordando todos consoles antigos, ainda em fase de testes, mas tem um review do Nights lá, dê uma olhada: http://www.caixotedosgames.blogspot.com/
Abraço amigo!

Bruno Oz disse...

Bacana seu blog, MDA Games! Espero que tenha mais freqüência nas postagens do que eu! A preguiça é meu grande mal!
:4 )

Irei depois adicionar seu blog na lista de sites deste aqui. Gostei mesmo.

abraçOZ